Teatro: Saramago para crianças e adolescentes

Aos 15 anos, Saulus Castro costumava entreter seus conterrâneos pelas ruas de Castro Alves, contando histórias com o auxílio de elementos oníricos e de um violão, seguindo as tradições de sua cidade. Uma década e meia depois, ele está prestes a estrear em Salvador um espetáculo baseado em um conto de José Saramago, em que aproveita a sua bagagem cênica para contar a crianças e adolescentes de agora a história de um homem que sai em busca de um sonho, mas se dá conta de que busca algo que está dentro de si.

“A Ilha desconhecida”, caiu nas mãos de Castro pela primeira em 2007, quando ele participava com uma companhia de teatro de um programa de encenação de autores lusófonos. Desde então, releu o conto pelo menos uma vez por mês e no último Carnaval estudou o texto a fundo, aproveitando que não gosta dessa outra herança portuguesa.

A partir do original de Saramago, Castro escreveu os textos do narrador da história, interpretado pelo ator Marcos Lopes, um jovem que deixou o curso de publicidade, no último ano, e o emprego em uma conhecida agência de publicidade quando descobriu que o seu sonho era a arte. O insight veio em 2013, depois de fazer um curso de palhaço.

20160924_115259

Marcos Lopes, Giovanna Severo e Saulus Castro

O espetáculo “Em busca da ilha desconhecida”, que estreia 12 de outubro no Teatro Eva Hertz, Salvador Shopping, em duas sessões, tem muita música. As canções compostas por Castro são executadas em cena por Lopes, que aprendeu a tocar sanfona para atuar na peça e por uma rabeca a cargo da atriz Giovanna Severo, que largou a faculdade de direito e hoje se divide entre o teatro, a cerâmica e o curso de jornalismo.

Junto com outros atores, o trio já está compartilhando o seu sonho com o público nos drops que fazem em plena rua, como o que aconteceu no fim da tarde de 1º de outubro, no Farol da Barra.

No dia 15, o grupo se apresenta no Teatro Vila Velha. Depois dessa breve temporada, o grupo participa de festivais pela Bahia e aguarda pauta para entrar em cartaz no fim do ano em Salvador.   Ingressos para a peça